EVITE O JEJUM PROLONGADO

A falta de tempo e de condições no preparo de refeições tem estimulado a população a cada vez mais optar por refeições rápidas, ou até mesmo não realiza-las, proporcionando grandes períodos em jejum. Porém, para um bom funcionamento do organismo é preciso garantir todos os nutrientes necessários ao organismo. Com um bom combustível e substâncias corretas para mover a engrenagem o corpo tende a reagir da melhor maneira!

Evite o jejum durante o dia!

Longos períodos sem se alimentar (jejum) podem causar deficiência de importantes nutrientes, causando possíveis distúrbios no corpo como perda de massa magra, fraqueza, cansaço, mau humor, raciocínio confuso, perda de memória, dores de cabeça, tontura e até mesmo desmaios.
Ao fazermos refeições de maneira equilibrada e constante, com intervalos constantes (3 a 4 horas) e em horários regulares mantemos os ritmos dos processos metabólicos no nosso corpo constante. Em outras palavras mantemos o metabolismo ativo proporcionando uma efetiva queima de gordura que acontece as 24horas do dia e auxiliando na manutenção ou na perda de peso.
Comer mais vezes no decorrer do dia não significa comer mais do que o necessário. O fracionamento das refeições deve buscar a presença de produtos saudáveis e diversificar o consumo, controlando as quantidades. Frutas, iogurtes, barrinhas de cereais, barrinhas de frutas, cereais integrais são excelentes escolhas para se intercalar entre as refeições principais.
Muitos estudos evidenciam que o fracionamento das refeições ao longo do dia, ajuda a reduzir a fome e evitar uma supercompensação nas próximas refeições e apontam uma relação inversa entre peso corporal e adiposidade, e a frequência alimentar
Além disso, uma alimentação fracionada pode ajudar a melhorar o comportamento cognitivo e humor, no entanto, a composição nutricional das refeições, junto a outros fatores, pode influenciar na melhoria deste comportamento.
Desta maneira, é indicado realizar, entre as grandes refeições, pequenos lanches para que se mantenha um bom funcionamento do organismo através da escolha de alimentos saudáveis e nutritivos, sem aumentar a ingestão calórica total
Assim, o emagrecimento torna-se mais lento, pois o organismo reduz o gasto calórico com o objetivo de poupar calorias, favorecendo então o ganho posterior de peso e aumentando também a probabilidade de abusar dos excessos nas próximas refeições.

O regime alimentar é aquele que possibilita a ingestão conjunta e equilibrada do nutriente reparador energético e regulador, necessário à nutrição do individuo para que este mantenha íntegras suas funções de crescimento, desenvolvimento e manutenção, evitando o desnível das atividades biológicas. Algumas ações práticas podem lhe ajudar:

· Planejar a alimentação – programar o que vai comer ao longo do dia, não optando sempre pelo que estiver por perto; esses alimentos nem sempre são a melhor escolha ;

· Fracionar a alimentação – realizar no mínimo 5 refeições por dia, não sobrecarregando nenhuma e garantindo energia durante o dia todo;

· Não treinar em jejum – incluir alimentos ricos em carboidratos antes do treino, mas tomar cuidado com o exagero, evitando o desconforto gástrico;

· Alimentar-se logo após treino – optar por carboidratos e proteína magra até 1 hora após treino, potencializando a recuperação do corpo e a formação da massa muscular;

· Incluir alimentos naturais e ricos em vitaminas e minerais – em geral, frutas, verduras e legumes, que trarão os nutrientes necessários para um bom funcionamento do metabolismo;

· Limitar as “escapadas” da dieta saudável – controlar as extravagâncias feitas principalmente nos finais de semana, sempre lembrando que muitos alimentos naturais e saudáveis são tão saborosos quanto os outros e muitas vezes menos calóricos;


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espaço para comentários